pesquisar   I
News

Síndrome metabólica na adolescência – Consequências da obesidade em crianças e adolescentes

2 de dezembro de 2020

 

A adolescência é uma etapa muito importante para o desenvolvimento humano. Dentre as grandes transformações fisiológicas que ocorrem durante esta etapa, vale destacar as mudanças na composição corporal, a regulação hormonal do apetite e da saciedade, assim como a redistribuição de gorduras corporais.

Além dessas transformações fisiológicas, outros fatores extrínsecos, relacionados ao meio ambiente e ao estilo de vida, podem ditar como os adolescentes estão de desenvolvendo.

Você sabia que, a cada ano, cresce o número de jovens com sobrepeso e obesidade? Já é um fato: o estilo de vida moderno, de sedentarismo e conectividade apenas com o mundo virtual, tem trazido consequências à saúde física e mental dos seres humanos.

 

A obesidade na adolescência

Segundo o Ministério da Saúde, no últimos 10 anos, a doença teve crescimento de quase 60% no Brasil, sendo que os casos de diagnóstico de diabetes e  hipertensão também aumentaram no mesmo período. Além disso, de acordo com dados da Organização Pan-Americana de Saúde – SBEM, a prevalência de obesidade infanto-juvenil no Brasil subiu 240% nas últimas duas décadas.

 

Quais são as causas da obesidade na juventude?


Inúmeros fatores que podem influenciar para o aumento dos índices de sobrepeso e obesidade, especialmente entre as crianças. De maneira geral, as principais causas da obesidade infanto-juvenil são:

 

 

  • Desequilíbrio alimentar

 

 

A alimentação baseada nas comidas industrializadas, como biscoitos, doces e salgadinhos podem custar caro à saúde das crianças e adolescentes, já que não oferecem nutrientes necessários para o desenvolvimento adequado do organismo. Além disso, os alimentos congeladas ou tipo fast food, muito comuns devido à praticidade e rapidez, também são hiper calóricos e nada nutritivos, contribuindo para o ganho de peso em excesso.

 

  • Sedentarismo

 

A falta dos exercícios físicos também é um dos grandes motivos para o ganho de peso nas crianças e adolescentes. Hoje em dia não só a televisão, mas também as tecnologia dos celulares, vídeo-games, computadores e tablets podem influenciar negativamente na rotina ativa que os jovens deveriam ter. A prática de esportes ao ar livre é essencial para um desenvolvimento saudável do corpo.

 

  • A fome psicológica

Um dos motivos para o ganho de peso durante a adolescência é a chamada fome psicológica, em que a criança sofre com algum tipo de sentimento (ansiedade, medo, estresse, entre outros), buscando refúgio na alimentação.  

 

  •  Desequilíbrios hormonais

 

Além dos hábitos do dia a dia, alterações hormonais e metabólicas também podem propiciar o ganho de peso nos jovens, por isso a realização de exames periódicos é tão importante.

 

Síndrome Metabólica – Uma das consequências da obesidade

O excesso de peso está comprovadamente relacionado ao desenvolvimento de inúmeras complicações crônicas e doenças, como diabetes, hipertensão, asma, esteatose hepática e a Síndrome Metabólica.

A Síndrome Metabólica corresponde a um conjunto de doenças cuja base é a resistência insulínica. De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a Síndrome Metabólica ocorre quando estão presentes três dos cinco critérios abaixo:

  • Obesidade central – circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e 102 cm no homem;
  • Hipertensão Arterial – pressão arterial sistólica > 130 e/ou pressão arterial diatólica > 85 mmHg;
  • Glicemia alterada (glicemia > 100mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes;
  • Triglicerídeos > 150 mg/dl;
  • HDL colesterol < 40 mg/dl em homens e  < 50 mg/dl em mulheres

Entre os principais sintomas da condição, vale destacar:

  • Cansaço;
  • Ganho de peso
  • Dores articulares por sobrecarga;
  • Apneia obstrutiva do sono e roncos;
  • Nas mulheres alterações menstruais, ovários policísticos;
  • Nos homens a perda da libido;
  • Alterações nos níveis de colesterol;
  • Hipertensão;
  • Dores de cabeça;
  • Mal estar em geral, com a presença de tonturas ou zumbidos;

 

Além desses sintomas gerais, o organismo pode apresentar sinais na pele que ajudam a identificar o desenvolvimento da resistência insulínica, como os acrocórdons – crescimento da pele do pescoço, com o surgimento de pequenas verrugas escurecidas – e a acantose nigricans – hiperpigmentação da pele em regiões de dobras, como área interna dos cotovelos, axilas e pescoço.

 

Como tratar a obesidade e a Síndrome Metabólica?

Acredite: é possível emagrecer com saúde e vencer a obesidade sem cirurgia. Mas não é milagre! É fundamental montar estratégias bem planejadas e do acompanhamento multidisciplinar, com o endocrinologista, nutricionista e educador físico, além de psicólogos em determinados casos. Veja os principais passos que devem ser seguidos para quem deseja perder peso e manter a saúde em dia:

  • Consultas médicas e realização de exames: primeiramente, é fundamental realizar todos os exames médicos a fim de entender as reais causas do ganho de peso e descartar a possibilidade de outras doenças que possam estar relacionadas com a obesidade, como a diabetes;
  • Reeducação alimentar: o acompanhamento profissional com nutricionistas é essencial para o sucesso na mudança de hábitos alimentares. Neste passo, o mais importante é entender a função dos alimentos no organismo e seguir a risca o plano alimentar proposto;
  • Mudança de o estilo de vida: além dos hábitos alimentares, também é extremamente importante adotar uma rotina diária mais saudável, como a prática de exercícios físicos regulares, com liberação médica e acompanhamento de profissionais da educação física. Além disso, incluir no dia a dia atividades relaxantes, que ajudem a liberar o estresse, faz toda a diferença.

 

Consulte sempre o endocrinologista antes de iniciar qualquer tratamento para emagrecer. Ele é o profissional indicado para indicar as estratégias de maneira individualizada, garantindo resultados mais concretos.

 

comentários

Categorias

  • Alimentação (4)
  • Cuidados (15)
  • Dicas (12)
  • Problemas (14)
  • Saúde (38)